Em Foco

Devocional de Terça 24/08/21

Introspecção:

 

“O Senhor é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio.” Salmos 18:2

No texto que lemos, Davi revela o seu grau de comunhão e confiança em Deus. Note como é usado o pronome possessivo, após cada vírgula. O salmista toma a decisão de bendizer a Deus declaradamente. Pois, expressa sua visão de posse e fé nas certezas da sua comunhão para com o Criador. Seguindo este mesmo exemplo de devoção, será que hoje não temos motivos o suficiente para se expressar da mesma maneira? Porque, só de nos levantarmos pela manhã neste dia, temos motivos de sobra para louvar e engrandecer o nome do Senhor.

Temos um Deus e Pai que nos protege e se faz presente todos os dias da nossa vida. Bastando para isso, buscarmos e andarmos na tua presença. Reconhecendo as nossas falhas e que somos totalmente dependentes dele. Sim, é maravilhoso sabermos disso, nesses últimos dias, que antecedem a segunda volta de Cristo. Quando olhamos para o ato de amor de Jesus Cristo na cruz do calvário, ficamos sem palavras para expressarmos a nossa gratidão a Deus. Mas, podemos concordar plenamente com cada parte do texto citado pelo salmista Davi.

O Salmo 18 é um cântico de louvor a Deus pelas suas muitas bênçãos e livramentos de Davi dos seus inimigos. Todavia, também poderá ser o seu, caso você reconheça a grandiosidade deste Deus na sua vida. Ele continua sendo o mesmo; ou seja, Ele não mudou. Não se distraia com os problemas ou situações ruins, que muitas das vezes vêm para tentar te derrubar. Concentre a sua fé e toda sua atenção naquele que é digno de toda honra e toda glória, e que vive eternamente: o seu salvador Jesus Cristo.

Um forte abraço,

Pr. Silas Coutinho.