Em Foco

Devocional Diário 01/09/21

Introspecção:

Texto base: Sede meus imitadores, como também eu de Cristo 1 Coríntios 11.1

 

Uma das afirmações que Paulo faz que mais me impressionam é: “Sede meus imitadores como eu sou de Cristo”. Refleti sobre essa afirmação de Paulo e percebi a dificuldade que há em afirmar isto. Aceitá-la da boca de Paulo não me parece tão difícil. Afinal, ele foi um apóstolo, ouviu a voz do Senhor, suas cartas foram inspiradas e estão inseridas no Texto Sagrado, viveu como poucos uma vida de intensa consagração, serviço e dedicação a Cristo, comprometeu-se até a morte com o Reino de Deus.

Se não conseguimos fazer uma afirmação assim como Paulo fez por falta de coragem, convicção, por achar que não somos uma imitação confiável de Cristo, surge outro problema, certamente mais grave: se não imito a Cristo, a quem imito?

Um dos maiores problemas que afeta a fé cristã é o Evangelho não vivido. Ou, também poderíamos dizer, é outro evangelho que quase nada tem de Cristo, pois não o toma como modelo, não reproduz ou não repete suas atitudes. A maior necessidade hoje é de homens e mulheres, discípulos de Cristo, que Lhe sejam semelhantes, que O tomem como exemplo supremo para suas vidas. Ao dizer “sede meus imitadores […]”, Paulo reconhece quem adora e diante de quem sua vida é vivida. Ele expõe sua vida, torna sua fé uma expressão pessoal e comunitária.

 

Ele convida a Igreja a olhar para as transformações que o Evangelho fez em sua vida.

O convite para imitá-lo é um convite para a comunhão, para andar junto, conhecer e ser conhecido, para seguir em direção a Cristo, amadurecer, amar, perdoar, crescer.

“Sede meus imitadores como eu sou de Cristo” é a declaração daqueles que amam a Cristo, que seguem no caminho do discipulado, que não se interessam por nenhuma outra coisa que não seja Cristo. Aqueles que não desejam nada a não ser a comunhão com sua vida, sofrimento, alegria e glória.

Temos que colocar essa afirmação em nossos corações e mentes e nos esforçarmos para termos convicção, assim como Paulo, de dizer: Sede meus imitadores como sou de Cristo. Nesse tempo de consagração que estamos vivendo através do jejum e da oração, o nosso maior objetivo é imitar a Cristo. Ninguém viveu uma maior consagração do que Ele. Tenha, nesta semana, o propósito de em tudo imitar a Cristo. O Espírito Santo lhe ajudará.

 

Oração:

 

Espírito Santo, me ajude a viver segundo o modelo de Jesus, me convença dos meus pecados e me leva ao arrependimento. Quero viver meus dias para agradar a Deus, assim como Jesus viveu. Amém.

 

Pastora Joseane Batista Veloso Goese