Em Foco

Devocional Diário 22/10/2021

Introspecção:

Texto base: Atos 2:1-4

 

No Seminário de Louvor e Adoração (SELA), cantamos um louvor que dizia: “Nosso amigo Santo Espírito, venha aquecer os corações. Vem com cura e todo seu poder. Vem manifestar os seus sinais. O que dizer, o que fazer quando Ele vem, aqui? Mais que ser bem-vindo, nós te desejamos outra vez, aqui… E, em outra parte do louvor, dizia: “Faz de novo, faz de novo, o seu povo clama a Ti.”

Fizemos uma declaração de amizade e, também, uma declaração de que o Espírito Santo é bem-vindo; declaramos o desejo de aquecer nossos corações. Clamamos por cura e o Senhor, através do Seu Espírito, curou. A manifestação dos sinais de Deus foi visível a todos/as. O Senhor fez de novo conforme clamamos!

Nesse louvor, há uma parte muito poderosa, que é um questionamento: “O que dizer e o que fazer quando Ele vem?”.

Essa devocional inicia aqui, sabe por quê? O nosso Deus fez de novo, Ele derramou do Seu Santo Espírito nesses dias. E, agora, nós precisamos saber o que fazer direcionados por Ele. Foi assim com os discípulos que estavam reunidos no cenáculo. Após receberem o poder, eles sabiam o que dizer e o que fazer, pois estavam cheios do Espírito Santo.

O Espírito Santo foi e é o grande promotor do avivamento. Ele arrancou muitos da terra seca e fez mergulhar no rio de avivamento. Eu mencionei esse louvor, porque o Espírito Santo é o grande amigo que podemos ter. Quando Ele vem, Ele nos tira do marasmo espiritual e entramos para Sua presença.

Só assim podemos entender o texto bíblico que diz que o próprio Espírito faz a separação para o cumprimento da missão. Somente o Espírito Santo transforma homens e mulheres anônimos em baluartes; isto é, em pessoas essenciais que servem de defesa, de fundamento, e que sustentam alguém ou alguma coisa.

O que precisamos entender é que o avivamento está acontecendo entre nós. A verdade é que alguns aceitam e outros não. Quem aceita essa verdade desfruta do derramar do Espírito Santo em sua totalidade, porque seus corações estavam abertos para essa realidade. Dentro desses corações estava a declaração: “Mais que ser bem-vindo, nós te desejamos outra vez, aqui…”. Todas as vezes que desejamos e buscamos de todo coração, o Espírito Santo é derramado e será derramado.

Desde o inicio da criação, o Espírito já se movia sobre a face das águas. Agora, Ele se move em nossos corações. Deus nos deu o Santo Espírito para permanecer em nós. Foi o Espírito Santo que separou Paulo e Barnabé para missão. Somente o Espirito Santo chama e vocaciona o ser humano para a obra missionária. Por isso, todos os dias nós temos que fazer a oração de Davi: “Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.” (Salmos 51:11).

Com o Espírito Santo nos direcionando, o tanque da nossa vida estará sempre cheio então, iremos para onde o Espírito nos levar. Assim, foi com Paulo e Barnabé e tantos outros. O coração de uma pessoa cheia do Espírito Santo mantém sua visão para alto, e consegue vislumbrar com os milagres e a glória do Senhor.

O sentimento que eu tive nesses dias do Seminário de Louvor e Adoração (SELA) foi que subia um aroma agradável da terra para céu, enquanto adorávamos. E o Senhor manifestou a Sua glória neste lugar. Eu não sei quantos de vocês puderam sentir o que os discípulos sentiram, estando eles reunidos no cenáculo quando cumpria-se o dia de Pentecostes. Uma coisa eu sei: O Espírito Santo foi derramado sobre nossas vidas. O coro celestial que conseguimos ouvir de todo o povo de Deus em uma adoração extravagante encheu a casa da glória de Deus.

Agora, assim como os discípulos, precisamos ser conduzidos pelo Espirito Santo e cumprir o que nos foi designado a fazer. Como iniciamos, vamos finalizar dizendo: Clamamos pelo Espírito Santo, declaramos que Ele é bem-vindo, presenciamos Seus sinais. Agora, Ele quer nos separar para a grande missão e, como Isaías, vamos dizer: “Eis me aqui envia-me a mim” (Isaías 6:8b).

Oração:

Senhor Jesus, que o derramar do Seu Espírito Santo seja diário em nossas vidas. Em nome de Jesus. Amém.

Pastora Rosemary Barbosa