Em Foco

Devocional Diário 23/09/21

Introspecção:

Texto base: Romanos 13: 8-14

 

Em Romanos, Paulo nunca se esqueceu das tensões entre os gentios e os cristãos judeus. Ambos os grupos amavam as boas novas sobre Jesus, mas suas histórias e opiniões eram divergentes sobre as orientações de Deus. Assim sendo, este choque hermenêutico gerava muitas e muitas controvérsias. Paulo escreveu que Deus pretendia que a Lei produzisse amor. Amor, para nós, neste tempo, é um ato de adoração extravagante. Não adianta, cantar, cantar, dançar, gesticular e pular no domingo, se não houver quebrantamento, compaixão e misericórdia em direção ao nosso vizinho, ao nosso próximo. “O amor não faz mal ao próximo”; pelo contrário, quando obedecemos e conhecemos profundamente os desígnios de Deus, amamos mesmo em meio aos conflitos. “Quem ama o próximo cumpre a Lei”. O erudito N.T Wright disse que os versos 11-14 nos conduzem a uma reflexão mais profunda a respeito de Rm 12:1-2. “O velho mundo, até a ‘era presente’, está rugindo. A maioria das pessoas está organizando suas vidas de acordo com seu estilo e hábitos. Mas […] O Novo Tempo em Deus já começou no Golgota […]. Aqueles que seguem a Jesus, cuja vida, morte e ressurreição inauguraram este novo tempo, são ordenados a viver agora de acordo com as regras do novo mundo […]. Para o cristão, a raiva e a amargura são tão proibidas quanto a embriaguez e a atividade sexual proibida, embora muitos cristãos/ãs não saibam claramente a respeito deste fundamento.”.

Como os atos “religiosos” feios na história (por exemplo, os julgamentos das bruxas em Salém, a Inquisição) poderiam ter sido diferentes se os cristãos sempre tivessem se lembrado de que “o amor é o que cumpre a Lei”. Como você pode defender verdades que são importantes para você sem agir sem amor para com aqueles que discordam? Que atitudes e ações trazem paz e edificam outras pessoas em sua vizinhança (ou em sua igreja ou local de trabalho)? A adoração extravagante está na dinâmica de viver e ministrar as verdades eternas; porém, exercendo tudo na dimensão da graça e da misericórdia de Deus.

Que sejamos adoradores extravagantes em uma sociedade complexa e polarizada. Uma Igreja grande para impactar e em células para AMAR, CUIDAR e se IMPORTAR! Junte-se a nós! Somos Igreja JUNTOS!

Em Cristo,

Pr. Wesley Soares do Nascimento