Em Foco

Guia para Células – 27/04/2021

DESCULPE O TRANSTORNO, ESTAMOS EM OBRA

LIÇÃO VI – VENCENDOS OS INIMIGOS

Texto base: Neemias 4.14 / 6: 1-11.

Introdução:
Mesmo estando em cativeiro na Babilônia, Neemias fez o necessário para obter os meios e a permissão para reconstruir Jerusalém (Neemias 1:1-9). Além de soldados e construtores, contou com a ajuda de Esdras, o escriba e líder religioso.

Conheça seus inimigos e conheça suas estratégias:
Os nossos inimigos geralmente são frustrados nas áreas em que somos atacados. Sambalate, Tobias e Gesém vinham de lares desajustados, com traços de abusos. Sentiam-se frustrados com sua própria origem, não acreditavam nos valores pelos quais Neemias lutava (Neemias 2:3).

Sambalate era da cidade de Horonaim, em Moabe. Era descendente de Moabe, gerado por Ló a partir de uma relação incestuosa com sua filha mais velha. Era um governador local, representante do governo persa em Samaria. Tinha Judá e Jerusalém sob sua jurisdição. Tobias, por sua vez, era amonita, descendente de Ben-Ami; também fora gerado por Ló a partir do incesto com sua filha mais nova. É bom lembrar que Ló era sobrinho de Abraão, pai do povo de Israel. Portanto, os moabitas e amonitas eram primos dos judeus. Tobias era um vice-governador. Gesém era um morador do deserto arábico, habitado por diversas tribos sem definição genealógica. Síndrome de falta de paternidade – síndrome de orfandade; por isso, eram chamados de arábios, que significa “misturados”. Era aliado do rei Persa, um vassalo que governava uma extensa área, que se estendia do norte da Arábia até o Egito.

Suas estratégias – ZOMBARIA, DESPREZO E CALUNIA.
SAMBALATE, O ZOMBADOR (Neemias 4:1,2). Os Sambalates julgam nossa situação. Muitas vezes estão dentro da nossa casa, da nossa Igreja, e eles reagem todas as vezes que manifestamos nossos sonhos. Seja a conclusão da casa, a faculdade dos filhos, a viagem dos sonhos. Mas, zombam de nós não somente pelos nossos sonhos; os nossos fracassos são pratos cheios.

TOBIAS, O ORQUESTRADOR DO DESPREZO (Neemias 4:3,4a). Os Tobias, por sua vez, jugam nossa força, não acreditam na nossa resiliência, Tobias conta com a nossa queda. Despreza nossas conquistas, nosso esforço. Seus comentários têm uma única função: NOS PARALISAR.

GESÉM – O CALUNIADOR (Neemias 6:6). Os Geséns querem distorcer nossa intenção. Gesém põe palavras na nossa boca, presume a intenção do nosso coração para difamar a nossa imagem. Gesém gosta de escândalo. É o famoso sofista. O sofismo ou sofisma significa um pensamento ou retórica que procura induzir ao erro, apresentada com aparente lógica e sentido, mas com fundamentos contraditórios e com a intenção de enganar. A intenção deles é nos envergonhar, para nos pressionar a parar. Pessoas frustradas, amargas de espírito, que não sabem o preço que você pagou para chegar onde você está.

Como Vencer esses inimigos
1º PASSO: SE SUA CASA ESTÁ ASSOLADA, MORTA, DÊ VIDA! ANIME-OS! – Neemias 2.18

Mude seu discurso. O discurso de Neemias era para empolgar seus companheiros (as). O discurso otimista ajuda a recobrar o ânimo. Pare de reclamar dos problemas. Neemias nunca focou nos problemas, mas sim no que ele tinha que fazer para consertar aquela situação.

2º PASSO: RECONSTRUÇÃO E CONSAGRAÇÃO DAS PORTAS – Neemias 3:1-3
Comece a rever quem anda entrando por suas portas; aprenda que sua casa não é shopping, que são extremamente restritas às pessoas que sabem da sua intimidade. Se você tem célula em casa, lembre-se que a célula tem dia e hora marcada. A igreja é o local para os atendimentos. E, se você vive na casa dos outros, PARE! Provérbios 25:17 diz: “Não faça visitas frequentes à casa do seu vizinho para que ele não se canse de você e passe a odiá-lo”.

3º PASSO: PROTEGER AS ÁREAS FRÁGEIS ONDE OS MUROS ESTÃO BAIXOS – Neemias 4.13
É preciso que haja comunicação na família. Se não existe comunicação entre pais e filhos, se o casal e os filhos falam duramente uns com os outros, se sim, precisa haver melhora. As famílias da época de Neemias se posicionaram para se defenderem nas áreas em que eram vulneráveis. Há pais que chamam os filhos de preguiçosos, de moleques, de vagabundos, e essas desqualificações de caráter geram nos filhos um senso de derrota, fazendo-os enxergar no pai um adversário. Provérbios 15:1 diz: “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira”.

Se você tem dificuldade de falar com amor com sua família, faça um exercício. Todas as vezes que for falar de um problema com seu cônjuge ou filho, imagine que está falando com seu patrão. Isto é

bíblico. Filipenses 2.3 – “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo”.

Conclusão:
Neemias conhecia seus inimigos, não ignorou as situações, não fingiu que em sua casa ou sua terra não havia problema, mas os enfrentou;

Neemias não se intimidou com a zombaria, desprezo e calunia, mas permaneceu firme em seu intento: proteger aqueles a quem ele amava. Deus nos concede, constantemente, a chance de lutar por nossas famílias, por nossa igreja. Precisamos viver na dinâmica da área comum a todos.

Lute por sua família, por sua igreja, pelos seus irmãos/ãs em Cristo, com sabedoria e temor no Senhor.

PARA COMPARTILHAR:
O que ou quem têm sido seus inimigos?

Como vai a sua casa? Algo pode melhorar?

Quais são as áreas de fragilidade em sua vida? O que você pode fazer para fortalecê-las?