Em Foco

Devocional 29/04

SALMOS 32

É certo de que o perdão sempre tem um custo. O custo é o arrependimento e a confissão. Entretanto, poucas pessoas estão dispostas a pagar este custo. Muitas pessoas preferem pagar suas dívidas espirituais por outros meios. Mas, o fato é que a dívida que temos é simplesmente grande demais para ser paga.

Existem diversas pessoas que se sentem oprimidas pela culpa devido a seus pecados. Alguns dos pensamentos mais comuns que as atormentam são: “Se alguém souber do que fiz, será que conseguirá me amar?” “Existe alguma chance de alguém me perdoar?” “Já fui muito longe para receber misericórdia?”

Percebemos que o salmista estava muito consciente do seu pecado e da culpa resultante. Sabemos que Davi foi conhecido como “Homem Segundo o Coração de Deus”, mas ele não era nenhum santo. Ele era culpado de homicídio e adultério, mas Deus foi misericordioso para com ele e não o abandonou.

Davi reconheceu seus pecados, confessou-os a Deus e arrependeu-se do que havia feito. Notamos que Davi descobriu a calma alegria que vem após as tempestades furiosas da culpa. Davi experimentou a sequidão que vem de tentar esconder os pecados com mentiras e enganos, e a refrescante paz que vem de saber que você está perdoado.

Que possamos entender que não há alegria maior do que saber que Deus já nos perdoou e que a dívida que não poderíamos pagar, Ele pagou na cruz no calvário. Nós fomos libertos para a glória de Deus. Minha oração é para que o Senhor conceda coragem para confessarmos os nossos pecados e a força para nos afastarmos deles.

Que Deus te abençoe querido irmão e irmã,

Pr. Silas Coutinho.